Skip to main content

Teatro e dança – Américo Azevedo assume loucura e presta homenagem

O grupo Cazumbá tem uma agenda de espetáculos para este mês de dezembro (veja abaixo). Eles serão encenados no teatro da Companhia, no Bairro da Praia Grande, em São Luís.

O Jornal Tambor ouviu hoje (26/11), Américo Azevedo Neto, fundador e diretor do Cazumbá, grupo maranhense que tem 48 anos de história, sendo um dos mais resistentes do país.

(Veja no final desse texto, em nosso canal no YouTube, a íntegra do Jornal Tambor, com a entrevista de Américo)

Ao falar do seu projeto cultural e artísticos, que há décadas vem gerando renda e trabalho para dezenas de pessoas, Américo diz que “assume sua loucura”.

A suposta insanidade seria lidar com uma atividade com mercado tão difícil no Brasil, especialmente quando realizada a partir de uma cidade com as precariedades econômicas e o isolamento de São Luís.

Um dos pontos altos da entrevista foi quando ele prestou homenagem aos atores Anselmo Carneiro Lopes (já falecido) e Tônia Buna, falando de sua enorme emoção aos vê-los premiados num festival em São Paulo.

Anselmo e Tônia (Toninha), durante muitos anos, contracenaram no espetáculo Auto do Bumba Meu Boi, trabalho antológico do grupo Cazumbá. Ele fazendo o papel de Chico (Pai Francisco) e ela de Catirina.

Na conversa com Lívia Lima, entre outras coisas, Américo Azevedo respondeu sobre as influência sofridas, declarou (mais uma vez) seu amor profundo pelo teatro, falou sobre o que seria “uma identidade do teatro maranhense”, criticou a (falta de) política cultural do atual governo brasileiro e (autodidata) expôs sua crença numa prática artística baseada no estudo.

E ao responder sobre o que ele destacaria nos quase cinquenta anos de Cazumbá, Américo Azevedo, além da já citada homenagem a dupla de atores, falou de “uma vontade enorme de continuar, esse é o grande destaque”.

Os novos espetáculos do Cazumbá

Festa: Vai ter brigadeiro?

Dias 3, 4 e 5 de dezembro Sempre às 20h.

O presente de Maria – uma história de Natal

Dias 9, 10, 11, 12, 16,17,18,19 de dezembro, sempre às 19h30

Em nome do Filho
(ainda sem data)

(Veja abaixo a edição completa do Jornal Tambor, com a entrevista de Américo Azevedo) 👇🏿👇👇🏾

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x

Acesso Rápido

Nossas Redes

Mais buscados