Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

whatsapp-image-2019-08-13-at-09-18-54
No comando: Inscrição para o debate “Comunicação, democracia e desigualdade social”.

Das 17h às

Flávia Regina
No comando: Jornal da Tambor

Das 11:00 às 12:00

São Luís ameaçada! População deve ficar de olho nos vereadores da cidade

Compartilhe:
hoje

Da Agência Tambor

06/01/2020

Até o próximo mês de março, a Câmara de Vereadores de São Luís deve decidir sobre a proposta do novo Plano Diretor da cidade que pode, entre outros problemas, aumentar os níveis de poluição do município, provocar doenças, comprometer bastante o abastecimento de água, expulsar comunidades, retirar a renda de milhares de famílias e prejudicar o abastecimento de feiras e mercados. Esses problemas estão relacionados com uma das propostas apresentadas pelo poder público municipal, que é de reduzir a Zona Rural de São Luís em 41%, abrindo na região a possibilidade de expansão de indústrias pesadas.

Este tema foi debatido pelos jornalistas Ed Wilson Aráujo, Flávia Regina Melo e Emilio Azevedo, nesta segunda-feira (06/01/20), na primeira edição do ano do Radiojornal Tambor.

Os jornalistas enfatizaram a luta do Movimento de Defesa da Ilha, que junto com alguns integrantes do Conselho da Cidade, vem denunciando e impedindo que a proposta original de Plano Diretor seja aprovada. Segundo os comunicadores da Tambor, a Agência vai acompanhar detalhadamente a posição de cada vereador, diante das graves ameaças. “Desde o início, houve um interesses de esconder da população as propostas que estão nesse Plano”, disse Emilio Azevedo.

Durante o debate na Rádio Tambor foi lembrado que o advogado Guilherme Zagallo, ex-integrante do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), especialista em questões ambientais, vem denunciando os níveis de poluição industrial da capital maranhense, que estão entre os mais altos do país, bem acima do que é indicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). “Essa é uma questão fundamental, que tem que ganhar visibilidade”, dizem os militantes da comunicação alternativa.

Ed Wilson também enfatizou o descaso dos vereadores diante da relevância que é o Plano Diretor. No final de 2019, ainda por pressão da sociedade, a Câmara Municipal de São Luís foi obrigada a realizar sete audiências públicas. Porém, dos 31 vereadores da capital, 17 não participaram dessas audiências e apenas 14 deles compareceram sazonalmente.

Ouça o Podcast com o debate entre Flávia Regina Melo, Ed Wilson Araújo e Emilio Azevedo:

Deixe seu comentário: