Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Flávia Regina
No comando: Jornal da Tambor

Das 11:00 às 12:00

Vem aí Papo de Crente

Compartilhe:
whatsapp-image-2019-03-11-at-10-25-59

 

No próximo sábado (16/03) estreia o novo programa da Rádio Tambor. É o “Papo de Crente”, que vai ao ar, ao vivo, todos os sábados, a partir das 9h. A apresentação será do pastor e professor Lyndon Santos. Leia o texto abaixo e saiba um pouco mais sobre o programa.

whatsapp-image-2019-03-11-at-10-25-59

EDITORIAL

Papo de Crente

A Agência Tambor, através da sua Web Rádio (agenciatambor.net.br), inicia uma nova experiência com o objetivo de dialogar sobre o Evangelho de Jesus Cristo, ante os desafios éticos, políticos, sociais e espirituais do nosso tempo. Por isso estamos botando no ar, em março de 2019, o programa Papo de Crente. Um espaço de aprendizado, atento à lucidez e à criatividade, e que se propõe a contribuir com o momento em que vivemos como sociedade.

O Papo de Crente não estará preso à forma e à linguagem pré-estabelecidas de um programa radiofônico evangélico, veiculando para os seus ouvintes experiências, pensamentos e reflexões, por meio de músicas, entrevistas, agendas e mensagens que nos coloquem nas fronteiras da fé e dos acontecimentos.

Assim, almeja-se alcançar tanto os crentes como os não crentes, identificados com questões sensíveis do nosso tempo e a partir das vivências das pessoas em suas lutas pela sobrevivência no seu dia a dia.

As abordagens dos programas estarão voltadas às demandas concretas das populações vulneráveis, das minorias, das periferias, das trabalhadoras e dos trabalhadores. Isto porque somos inspirados e movidos pelo ensinamento de Jesus, ao dizer no Evangelho de Mateus capítulo 5, versículo 6: “Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão fartos”.

Daí o duplo caráter do Papo de Crente: por um lado, o engajamento e o testemunho da fé contextualizada nos dramas do cotidiano; por outro, a reivindicação da condição de ouvir as diferentes pessoas em suas necessidades e em suas esperanças.

Por fim, pretende-se mostrar um outro modo do ser evangélico no Brasil que, em coerência com o termo evangélico, exercita o respeito, a tolerância, a paz, o diálogo inter-religioso e a vocação ecumênica da nossa casa comum.

Deixe seu comentário: