Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

whatsapp-image-2019-08-13-at-09-18-54
No comando: Inscrição para o debate “Comunicação, democracia e desigualdade social”.

Das 17h às

Flávia Regina
No comando: Jornal da Tambor

Das 11:00 às 12:00

Lideranças maranhenses vão ao Vaticano para Sínodo da Amazônia

Compartilhe:
Foto: Reprodução

Via: Giovana Kury/Agência Tambor

Diversas lideranças maranhenses estarão presentes no Sínodo da Amazônia, evento onde todos os representantes da Igreja Católica – inclusive o Papa Francisco – e povos amazônicos debaterão ações para combater o desmatamento. O evento acontecerá no Vaticano ao longo deste mês de outubro e tem início oficial neste domingo (6).

Além das lideranças da Rede Panamazônica e representantes indígenas maranhenses, todos os bispos do estado estão envolvidos no Sínodo. “Foi feito tanto um trabalho micro, formativo dentro das comunidades, quanto macro, com essas lideranças trabalhando nesse documento que seria apresentado à Igreja”, explica a Coordenadora Nacional de Formação da Ordem Franciscana Secular do Brasil, Mayara Lima – entrevistada desta quinta-feira (3) pela Rádio Tambor.

Segundo o Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE) do Maranhão, dos 217 municípios do estado, 108 estão dentro do bioma amazônico, o que corresponde a 27% de todo o território maranhense. Os dados também apontam que 61,81% dos maranhenses vivem neste bioma – embora constantemente ameaçado pelo agronegócio. Por serem grandes representantes da amazônia, a franciscana explica, é importante a presença das lideranças no evento: “o papa fala muito sobre isso: é hora de visibilizar as lutas dos povos da Amazônia”.

Embora as resoluções do Sínodo não tenham interferência direta nas decisões políticas brasileiras, o documento expedido ao final do evento – assinado por todos os bispos e lideranças – busca orientar ações a serem tomadas.

 

Deixe seu comentário: