Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

whatsapp-image-2019-08-13-at-09-18-54
No comando: Inscrição para o debate “Comunicação, democracia e desigualdade social”.

Das 17h às

Flávia Regina
No comando: Jornal da Tambor

Das 11:00 às 12:00

Armas: Eliziane Gama protocola projetos para derrubar decretos de Bolsonaro

Compartilhe:
armas

Da Agência Tambor
Por Danielle Louise
18/02/2021

Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro assinou quatro decretos publicados na sexta-feira,12, que mudam várias regras no Estatuto de Desarmamento, facilitando o acesso a armas.

Dentro das novas regras estipulou o aumento de quatro para seis o número de armas que uma pessoa com registro poderá comprar. Também permite que atiradores comprem até 60 armas e caçadores até 30, além da mudança de mil para 2 mil na quantidade de munição que podem comprar por ano.

A senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania), em entrevista ao Radiojornal Tambor, nesta quinta-feira, 18, comentou sobre o assunto e destacou que protocolou quatro projetos de decreto legislativo para sustar os decretos de Bolsonaro.

Ela pontuou que o presidente tem preocupações diferentes ao que é realmente prioridade no Brasil. “Invés de buscar, nos países, princípios ativos para que tenhamos vacina para a população brasileira, temos decretos aumentando o arsenal armamentista do nosso país”, disse. 

Segundo a senadora, antes de Bolsonaro ser eleito em 2018, o Brasil tinha cerca de 700 mil armas legais no país e depois de sua eleição aumentou para 1 milhão e 200 mil. Os armamentos ilegais representam 15% deste número. Ela ressalta que pesquisas indicam que a maior flexibilização de armas gera mais armas ilegais.

Além disso, para ela, os decretos podem fortalecer as milícias.

“A grande pergunta é qual interesse do presidente querer armar a população?”, questionou a parlamentar. “Isso resulta em morte, violências, como a familiar. Por que se incentivar a morte no Brasil?”

Eliziane Gama pontua que era previsível o que acontecendo atualmente, pois Bolsonaro está cumprindo o que já defendia. Mas, de acordo com a parlamentar, o país necessita de foco na pandemia. “A gente precisa de um plano de vacinação efetivo, investimento na área da pesquisa para o tratamento da Covid e auxílio emergencial para a população brasileira”, observa ela.

Prisão do deputado federal

A senadora também falou sobre a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), dizendo que foi “uma posição extremamente correta do Supremo Tribunal Federal”, enfatizando que o parlamento defendeu o AI-5 e uma ditadura que “tirou a vida de muitos brasileiros”.

Segundo Eliziane Gama, “a atitude do deputado foi criminosa”. Ela acredita que  a extrema-direita sonha com uma intervenção militar no Brasil. Por isso, a parlamentar também diz que não é possível permitir uma “afronta à Constituição Federal”.

Na opinião da senadora, a atitude do deputado bolsonarista foi algo “muito grave, muito sério”. E a decisão do Supremo “foi um alívio para a população brasileira”.

Ouça a entrevista completa em nosso TamborCast.

Deixe seu comentário: