Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

whatsapp-image-2019-08-13-at-09-18-54
No comando: Inscrição para o debate “Comunicação, democracia e desigualdade social”.

Das 17h às

Flávia Regina
No comando: Jornal da Tambor

Das 11:00 às 12:00

Agência Tambor cobra concurso na Assembleia Legislativa

Compartilhe:
7348686_x720

Da Agência Tambor
Por Danielle Louise
14/01/20

No Radiojornal Tambor que ocorreu nesta segunda-feira (13), os jornalistas Emilio Azevedo, Flávia Regina e Ed Wilson Araújo debateram sobre o concurso não realizado, no ano de 2019, para Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão.

O tema já havia sido debatido em programa anterior, em 2019, solicitando explicações do por que o não cumprimento da decisão judicial. O concurso pode abrir vagas para 1.275 novos servidores na Assembleia maranhense, mas ainda não foi realizado.  “Fica a impressão que o atual presidente da Assembleia (Othelino Neto, do PCdoB) acha que ele está acima das decisões judiciais”, ponderou Emilio Azevedo.

A jornalista Flávia destacou no TamborCast que, segundo o Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (SINDSALEM), a Assembleia pode pagar multa de até 50 mil reais diárias, a partir deste ano, caso não cumpra a decisão judicial. 

Ed Wilson Araújo também ressaltou a importância da realização do concurso nesse cenário atual de desemprego no Brasil, e em especial no Maranhão. “Muitas pessoas estão lotando os cursinhos para fazerem concursos. Existe uma grande expectativa das pessoas que estão desempregadas”, argumentou o jornalista.

Emilio Azevedo, cobrou, ainda, um posicionamento mais consistente em relação ao tema. “Othelino é um político ainda jovem. Mas sua postura, nesse assunto, nos remete aos velhos coronéis, que agiam na base do quero, posso e mando”, destacou ele. 

A Agência Tambor continuará fazendo programas debatendo sobre o tema, enquanto o presidente da Assembleia maranhense não se posicionar. “É necessário que haja concurso  público. A Rádio Tambor vai cobrar”, disse Emilio Azevedo.
Ouça o debate em nosso podcast da Rádio Tambor:

Deixe seu comentário: